Terça-feira, 15 de Julho de 2008

IVG... um ano depois!

Um ano depois de ter sido implementada a IVG até às dez semanas de gestação, os resultados dizem que houve menos abortos do que se esperava.

Eram esperados cerca de 20.000 abortos. No entanto foram registados menos de 14.200!

 

Este é um resultado positivo para as pessoas que, como eu, defenderam a despenalização da IVG. Para além de saber que, estes 14.000 casos não terão sido realizados nas mesmas condições que teria acontecido há pouco mais de um ano atrás.

 

Espero que, com uma lei mais justa e políticas de controle de natalidade e planeamento familiar adequadas, este número diminua progressivamente. Assim como que termine de vez a prática de abortos clandestinos.


Sexta-feira, 30 de Maio de 2008

A internet e os blogs, a discussão

Ontem, no noticiário da SIC, à hora de jantar, houve uma reportagem e um pequeno debate sobre os perigos da Internet, Discutiu-se também os blogs, em particular.

Entre várias coisas que foram ditas, falou-se da exposição dos jovens a predadores sexuais, terrorismo, invasão de privacidade, etc. Passou até um caso de uma mulher em que houve uma revista que publicou fotos suas, retiradas do hi5, sem o seu consentimento. Não fazia a mínima ideia de que havia por aí revistas a fazer isso!

Falou-se da exposição que as próprias pessoas fazem de si mesmas e da sua vida. De se sentirem à vontade de dizer aquilo que não diriam socialmente. Falou-se de adolescentes que se colocam em situações de grande exposição e perigosas, que não fariam em outra situação.

Muito foi discutido em relação aos blogs. Situações de difamação, invasão de privacidade aliadas à possibilidade de manter o anonimato e impossibilitando a punição desses actos. Acho que Moita Flores, no debate, acabou por atribuir uma carga muito negativa aos blogs. Falou como se a sua utilização, são sendo para terroristas ou pedófilos, seria para solitários ou invejosos que querem difamar terceiros. Acredito que Moita Flores veja vantagens nos blogs, mas destacou apenas os pontos negativos.

Tudo isto fez-me repensar nos meus motivos para criar o blog e na minha utilização da internet. Tal como eu digo, gosto de escrever, gosto de comunicar e dar a minha opinião. São essas as principais ideias.  Dar opinião não é, com toda a certeza, para difamar ninguém. Posso é algum dia vir a cometer alguma irregularidade sem o saber, embora o desconhecimento não sirva de justificação.

Também não procuro expor a minha vida pessoal, mas penso que, enquanto adultos, cada um assume as consequências daquilo que faz em consciência.

Há até uma frase que muita gente utiliza, mas que uma professora de Filosofia me mostrou que está errada. "A nossa liberdade termina onde começa a liberdade dos outros." E de facto está errada. Cada um é livre de fazer o que quer, tudo o que quiser. Mas terá também de assumir as consequências dos actos cometidos. Agora, percebo que, o anonimato que a internet nos confere pode servir de escudo para se ser chamado à responsabilidade de certos actos e restringe o direito de quem se vê lesado.

Quanto aos menores, acho que há muito trabalho por fazer. Acho que a informação é o ponto principal. O cuidado dos pais imprescindível. Mas os próprios administradores de certas comunidades, como o hi5, têm um papel importante de fiscalização e controle. São proibidas as inscrições de crianças com menos que 13 ou 14 anos e no entanto, muitas vezes, estão lá miúdos com bem menos do que isso. às vezes os próprios pais criam uma página para os filhos!!

Vai fazer um mês que criei este blog e, honestamente acho que tem tido muito de positivo. Tornamo-nos mais atentos ao que se passa à nossa volta, com a sociedade Podemos debater, chamar a atenção das pessoas para determinados temas e tornarmo-nos mais sensíveis a outros. O intelecto das pessoas é como o corpo. Precisa de ser exercitado. Quanto mais lemos, quanto mais escrevemos, quanto mais nos informamos e discutimos, melhor estamos intelectualmente. E acho que a internet e os blogs podem ser uma ferramenta útil.

É óbvio que há riscos. Há pessoas muito diferentes e com intenções diferentes pela internet. E por isso acho que é importante cada um de nós reflectir e ter consciência da forma como usa estes canais. E acredito também que, mais tarde ou mais cedo, como foi falado, vai acabar por haver uma regulamentação para o uso da internet. Até lá, cada um está entregue à sua consciência. 

sinto-me: consciente

.Retalhos sobre mim


. retalho de perfil

. seguir perfil

. 12 seguidores

.pesquisar nos retalhos

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
13
14

16
17

22
24
25
26
27
28

29
30


.Show Time

.Últimos retalhos

. IVG... um ano depois!

. A internet e os blogs, a ...

.Mantas de retalhos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

.tags

. todas as tags

.Melhores retalhos

. Vai um tango?

.links

.Visitas ao Retalhos

SAPO Blogs

.subscrever feeds